Certa vez dois caminhos encontraram-se ao acaso...
          Vieram voando com as nuvens, nesse mundo virtual conectado no céu.
          A surpresa inicial deu lugar ao encantamento, pelas coisas tão iguais, tantas vezes procuradas, nunca antes encontradas.
          Enfeitaram-se de flores, de lindos pores-do-sol!...
          São caminhos paralelos que jamais se cruzarão. Se jamais se cruzarão, também não perderão o encanto nem sonhos serão desfeitos.
          Cada qual sonha a seu lado, imaginando no outro, o "ser perfeito".
          Caminhos tranqüilos, sem domínios... num respeitoso silêncio, sem perguntas, sem cobranças...
          Até aonde os levarão seus caminhos paralelos?
          Até aonde lhes permita o direito de sonhar!...