| PASSAGEM | CRISTO DA PORTA | VOZES |

PASSAGEM

Antônio Carlos Tórtoro
(Membro da Academia Ribeirãopretana de Letras)

Vestiu o negro...
E na ausência de cor
enterrou o passado.
Em ousado passo - reto ,
escorregou num descompasso da Senda,
esbarrou na mística legenda ,
e só ,
para uma alegórica acácia,
teve a audácia de dizer um sim
secreto.

Vestiu o negro ...
E na pureza de um quadro ,
só moldura ,
criou sua obra - psíquica escultura,
e entre as sólidas colunas,
de sustentação do Ser ,
abriu os braços no escuro,
abalou o humano templo
d'antes obscuro.

Vestiu o negro ...
E na presença de Luzes
viu-se iniciado !
E acabado o ato , cede ao carma,
desarma o espírito silente,
e sente extase secreto
na onipresença do Arquiteto.