VOCÊ É ASSIM

(Edson L. Nascimento)

Como a chuva que precisa para arar a terra,
não diz quando vem, nem quanto tempo vai durar.
Pega de surpresa e quando chega consegue deslumbrar.
O verde fica mais verde, pássaros cantam sem parar,
e a vida ganha vida, assim como rio ganha o mar.
Vem de mansinho e sai devagarzinho,
não faz barulho nem diz quando vai voltar,
deixa no ar um cheiro que se mistura com a terra.
O tempo passa e mesmo assim não vejo a hora
de  voltares, para mais uma vez encantar e deslumbrar.
Então como o homem da terra, fico a relembrar e a te esperar,
que chegues novamente sem barulho e sem pressa de voltar...