REFLEXÕES

Jair Yanni
(membro da Academia de Letras e Artes de Ribeirão Preto)

O que eu sinto, outros já sentiram
O que eu digo outros já disseram
Onde eu passo gerações passaram
O que eu faço quantos já fizeram...
Quem sou eu afinal?
E quem foram os outros semelhantes
Que atravessaram este mundo louco
Procurando glórias insensatas...

Amaram como eu amei?
Sofreram como eu sofri?
Passaram onde eu passei?
Acreditaram no que acreditei?

Ó pobres caminhantes
Brancos, negros, errantes,
Párias infelizes, soberanos,
que passaram por aqui
por tão poucos e miseráveis anos.